Regras de swing

Regras de swing para a troca de casais

É preciso saber, que acima de tudo, cada pessoa tem formas diferentes de sentir prazer, desejos, tesão e fetiches, sempre de forma diferente. O respeito pela a individualidade de outro ser humano, é o sentimento mais importante que uma pessoa pode sentir.

Ter prazer por ver o nosso companheiro/a sexual com outra pessoa é uma forma de prazer, e a isso chamamos de Swing.

E a vossa relação, está bem?

Muitas pessoas, acham que quando queremos fazer troca de casais, o primeiro pensamento que têm é se o relacionamento amoroso do casal está bem. Uma das primeiras regras de swing, nunca envergar por este caminho se o relacionamento amoroso entre o casal não está a correr bem.

O melhor mesmo é procurarem terapia sexual ou terapia para casais, porque definitivamente o swing é uma postura a adoptar quando o casal está extremamente seguro do que quer e do que sentem um pelo outro.

Outra questão, muito importante, a confiança entre o casal. No swing, não pode haver desconfiança nem insegurança de nenhum membro do casal.

Discutir as regras do casal

Depois do casal se sentir seguro e preparado, porque vão mesmo ter que se sentir preparados. Está na hora de se sentarem e discutiram as regras do novo jogo.

As regras do casal vão delinear até que ponto podem estar com as outras pessoas, ou seja, se podem só beijar, sexo oral, sexo anal, sexo vaginal, com o que se sentem mais confortáveis e se tem que ser exclusivamente com outro casal, ou se a troca é feita com pessoas que estejam dentro do local.

Não pensem que é só combinar ir a um Clube de Swing, tipo surpresa, as regras têm que estar bem definidas para que o relacionamento do casal não termine e ninguém fique com a auto-estima magoada. Os sentimentos do seu parceiro têm que estar sempre em primeiro lugar!

É cliente habitual? 

Ao chegar ao Clube de Swing, o casal tem que estar mentalizado e preparado para verem o seu mais que tudo ser abordado por várias pessoas.

Afinal de contas, é para isso que foram a um local de swing. Mas há que pensar bem, que não pode haver nenhum tipo de insegurança e muito menos ciúmes, por isso, se no relacionamento alguém for ciumento, é bom controlarem-se ou terem mesmo a certeza do que estão a fazer.

Quando começarem a vossa noite, há que estar alerta para tudo o que vai acontecer à vossa volta. Um simples olhar, toque ou brincadeira é sinónimo de que algo está a acontecer e não vai querer perder nada! É na subtileza que está o encanto…

Mais uma vez volto a referir, ninguém é obrigado a fazer nada, acima de tudo, algo com que não se sinta confortável. Ninguém o irá respeitar menos por causa disso. O swing serve para conhecer pessoas novas, fazer novas amizades e eventualmente, sexo, mas lembre.se sempre, que ninguém é um objecto sexual e nunca devem de ser tratados como tal.

Limites

Não há nada mais comum, que ouvir um não num clube de Swing. E a ideia que tem é que toda a gente faz o que bem entende, está muito enganado. As palavras não têm um sentido duplo, num clube de swing, quando as pessoas dizem não, é porque é MESMO NÃO.

Dizer que não, é tanto válido para os outros participantes como também é para si e para o seu parceiro, principalmente para vocês os dois. E caso algum participante já lhe tenha dito que não, não tente insistir, a insistência não é vista com bons olhos no swing.

Anonimato

Tal como costumam dizer, “What happens in Vegas, stays in Vegas!”, o mesmo se passa num Clube de Swing, ninguém quer ser conhecido como praticante de swing. A sociedade ainda não aceita muito bem este tipo de vida alternativa.

REGRA DE OURO: Ninguém sabe quem é, NÃO SE FALA DO CLUBE DE SWING com ninguém, porque a vida pessoal de cada um, só a eles pertence.

Parceiro

1ª Regra:

Serve tanto para homens como para mulheres, nada de levarem uma acompanhante de luxo ou aquele amigo, que não tem qualquer tipo de intimidade.

O swing tem que ser respeitado, é um estilo de vida adoptado por muitos, e como tal, a verdade e a honestidade tem que estar sempre presente.

Quando escolherem alguém para levar a um clube de swing, preferencialmente, deverá de ser um companheiro sexual, até podem não ter um relacionamento sério mas tem que haver carinho, respeito e convém que se conheçam bem.

O facto de fazer a escolha errada quanto à sua companhia, pode acabar tanto com a sua noite como com a noite dos restantes participantes.

O antes, o durante e o depois

Antes demais, higiene é extremamente importante. Quer seja na vida pessoal, profissional ou neste caso para praticar swing. O corpo vai ser apresentado como “cartão-de-visita”, e nada melhor que estar bem limpo, sem pelos e a cheirar bem para o grande momento.

O swing pode ser feito em vários locais, como haver uma comunidade online, um bar/clube de swing ou casais, que simplesmente fazem troca, tanto com conhecidos como com desconhecidos. Mas o melhor, e para sua segurança prefira inicialmente locais de fácil aceso.

Quando chegar ao clube de swing, bebe algo para o deixar mais relaxado, e observe o que se passa à sua volta. Antes de pisar o terreno, veja vem o que o rodeia.

REGRA DE OURO: Nunca ficar bêbado. Seja responsável!

Depois de se sentir confortável, procure o seu companheiro e tentem conhecer todos os “cantos à casa”. Visite os quartos/ locais próprios para sexo, e deixe-se levar pela situação e pelos sentimentos que advêm.

Após todo o reconhecimento “do terreno”, está na hora de “atacar”. Dirijam-se ao bar e conheçam novas pessoas, ou pessoa, consoante o que tenham em mente! Tentem perceber se é uma pessoa que tem os mesmo interesses, e não se esqueça de deixar bem claro quais os limites.

O swing está dividido em duas categorias:

Soft swing: beijos, caricias e sexo oral, sem penetração

Hard swing: tudo o que foi referido no soft swing, e inclui penetração.

Quando nos envolvemos no swing, a ideia é tirar partido de novas sensações, sentir novos prazeres e ter uma aventura. Por isso, quando estiver com alguém novo, deixe-se simplesmente levar, não queira dar instruções de como gosta ou não de ser tocado.

Caso esteja só a observar, mais uma vez, não dê instruções, relaxe, e observe! É uma óptima forma de conhecer “novamente” o seu parceiro.

Swing é sexo, sentimentos não contam

Tal como já deve de ter percebido ao longo de todo o artigo, o swing não serve para as pessoas encontrarem o amor da sua vida, para se apaixonarem sequer. O swing é para ter, muito e bom sexo! Há que saber separar os sentimentos e o sexo.

Preservativos 

Penso que não seja sequer necessário repetir, mas nunca é demais, É PRECISO USAR PRESERVATIVO SEMPRE!!!

Ninguém é imune a DSTs e não queremos nenhum problema, por isso, antes de irem para o clube de swing, comprem várias caixas de preservativos. Porque a ideia num clube é ter vários parceiros!

Melhor ainda, antes de ir para o clube, arranje um kit para ter escova de dentes, pasta de dentes, toalhitas, roupa intima (caso haja algum descuido, nunca se sabe), lubrificante (se for necessário) e mais preservativos!

É ainda altamente recomendado, uma dose extra de bom humor e acima de tudo muita tesão e prazer para dar!

Se seguir as nossas dicas, não há como falhar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *